segunda-feira, 4 de maio de 2015

Caçador: Olimpíada Sinodal da Juventude Evangélica - outubro de 2014

O Jornal O Caminho divulgou matéria sobre a participação da Juventude Evangélica do Sínodo Norte Catarinense no evento esportivo realizado em Caçador em outubro de 2014.


Alguns jovens e ministros do núcleo Joinville na Olimpíada

Norte realiza olimpíada jovem

     A Juventude Evangélica do Sínodo Norte Catarinense realizou, nas dependências do Colégio Estadual Irmão Léo em Caçador (SC), de 10 a 12 de outubro, a segunda Olimpíada Sinodal da JE. A preparação para o evento começou em 2013, quando ocorreram as olimpíadas dos núcleos (Joinville, Contestado e Jaraguá), classificando-se os três primeiros colocados em cada modalidade.
     A olimpíada contou com cerca de 300 pessoas envolvidas, entre grupos de jovens, ministros, pais de apoio, líderes dos jovens e o auxílio da Comunidade de Caçador. O evento foi realizado pela Coordenação Sinodal da JE, com orientação teológica de ministros e apoio do Sínodo Norte Catarinense. Auxílio financeiro também veio de patrocinadores da região.

Fonte: Jornal O Caminho - Vida Comunitária - Ano XXX - N° 12 - dezembro de 2014 - p. 5
Imagem: Divulgação O Caminho

terça-feira, 28 de abril de 2015

Caçador: formatura do Pronatec - dezembro de 2014

Em dezembro de 2014 o Jornal de Santa Catarina divulgou breve nota referente à formatura do Pronatec de Caçador, reproduzida a seguir.



FORMAÇÃO

     Tradição que se repete todo fim de ano, as formaturas contam nos últimos tempos com uma novidade: os atos de conclusão de curso do Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Com alunos de baixa renda, é ministrada pelo Senai e garante Ensino Técnico. Na foto, solenidade realizada em Caçador.

Fonte: Jornal de Santa Catarina - Coluna de Moacir Pereira - 22/12/2014 - p. 8
Imagem: Divulgação

terça-feira, 21 de abril de 2015

Caçador: leis de transito para crianças - setembro de 2014

No segundo semestre de 2014 Caçador desenvolveu, junto às crianças do município, uma interessante atividade de educação para o trânsito. O Jornal de Santa Catarina deu o destaque a seguir à atividade.



TRÂNSITO PARA CRIANÇAS

     A Diretoria de Trânsito, Transporte e Segurança (Dittesc), da Prefeitura de Caçador, realiza uma campanha para incentivar crianças de várias idades a conhecerem mais sobre as leis de trânsito. Em uma das ações, os agentes do Dittesc montaram uma pista com carrinhos, placas de sinalização e semáforos para cerca de 100 crianças. A campanha segue até outubro.

Fonte: Jornal de Santa Catarina - Coluna de Moacir Pereira - 25/09/2014 - p. 6.
Imagem: Prefeitura de Caçador, Divulgação.

Joaçaba: desenvolvimento de leitor dermatoglífico - junho de 2014

Em junho de 2014, o Jornal de Santa Catarina publicou matéria sobre o leitor dermatoglífico desenvolvido em Joaçaba pelo pós-doutor Rudy Nodari Junior e pelo engenheiro de software Alexandre Heberle, ambos ligados à Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Reproduzimos a matéria a seguir.


Genética na ponta dos dedos


Aparelho analisa impressões digitais e pode indicar predisposições genéticas
     
     Por meio de um leitor dermatoglífico, aparelho desenvolvido em Joaçaba, Meio-Oeste catarinense, pelo pós-doutor Rudy Nodari Junior e pelo engenheiro de software Alexandre Heberle, é possível identificar predisposições genéticas para doenças em um teste de apenas três minutos de análise das digitais. As marcas nas pontas dos dedos pode dizer, por exemplo, quais mulheres têm mais chance de desenvolver câncer de mama. Para esses casos, a probabilidade de acerto ao utilizar o aparelho chega a 78%.
     - Já temos informações suficientes para dizer que temos uma ferramenta prognóstica em doenças para o ser humano, validada cientificamente e com robustez matemática. É um novo olhar - explica Nodari.

O catarinense Rudy Nodari Júnior desenvolveu o aparelho

     A tecnologia, patenteada e reconhecida cientificamente como única no mundo, é capaz de identificar de maneira imediata e barata os riscos e predisposições de um paciente. O equipamento é associado a um software que faz leitura e análise das impressões digitais de maneira informatizada. Antes este mesmo estudo era feito manualmente, com a ajuda de uma lupa.
     Com o leitor, é possível dar mais precisão ao resultado e reduzir para menos de 10% o tempo análise em comparação com o método que até então era utilizado e considerado o padrão mundial. A ideia é que o resultado dos relatórios emitidos seja utilizado antes de outros exames mais complexos.
     - Nossas pesquisas têm sido divulgadas nas grandes publicações científicas do mundo. Temos suporte suficiente para que em breve tenhamos uma ferramenta comercial possível de estar nas clínicas médicas, laboratórios, hospitais, e onde mais for necessário - salienta Nodari.
     Nesse sentido, a dermatoglifia é uma ferramenta não invasiva e complementar aos processos. O registro das impressões digitais dos pacientes pode ser utilizado durante vários anos, já que as marcas não mudam, diferente de um exame de sangue.
     - A principal barreira ainda para colocar no mercado é como comunicar esses resultados aos pacientes. Essa é uma área de estudo na saúde. - completa o pesquisador.
vida@santa.com.br

Saiba mais

Digitais pela prevenção
  • A dermatoglifia estuda as impressões digitais como uma marca genética e de desenvolvimento embrionário. As marcas são imutáveis e o leitor dermatoglífico tende a ser utilizado também em consultórios médicos. A ideia é apostar em métodos preventivos.
  • Cado o paciente descubra que pode desenvolver determinada doença, deverá redobrar os cuidados e até tomar medicações. As medidas possivelmente vão evitar a evolução da patologia.

Como funciona a análise

  • Através do leitor dermatoglífico, ligado a um computador, são coletadas impressões digitais dos 10 dedos das mãos e, de forma imediata, o software emite relatórios relacionados à identificação de potencialidades e também predisposição genética para doenças. O procedimento dura cerca de três minutos e, se fosse disponibilizado ao público, teria um custo aproximado de R$ 150,00, de acordo com o médico.
  • É possível reconhecer padrões relacionados ao talento para o esporte e aproveitar essas informações na hora de planejar o treinamento esportivo e direcioná-lo conforme as características de cada atleta e do objetivo que se pretende alcançar.
  • Na predisposição genética para o desenvolvimento de determinadas doenças, uma determinada linha da digital pode indicar que a pessoa terá câncer de mama no futuro ou hipertensão arterial, por exemplo.
Fonte: Jornal de Santa Catarina - Vida - 23/06/2014 - p. 4.
Reportagem e texto: Daisy Trombetta
Imagem: Daisy Trombetta

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Chapecó: Hospital da Unimed - julho de 2014

Em 11/07/2014 o jornalista e comentarista político Moacir Pereira dedicou em sua coluna no Jornal de Santa Catarina espaço para divulgação de reconhecimento recebido pelo Hospital da Unimed de Chapecó. 



É SUSTENTÁVEL

     O Hospital da Unimed em Chapecó recebeu o Selo Nacional de Sustentabilidade, em sua primeira edição, pela qualidade, gestão e segurança os serviços médicos. A outorga à coordenadora de enfermagem Neiva Prestes e a coordenadora médica Carolina Ponzi ocorreu em São Paulo.

Fonte: Jornal de Santa Catarina - Caderno 'Política' - 11/07/2014 - p. 6
Imagem: Hospital Unimed Chapecó/Divulgação

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Chapecó: sistema de esgotamento sanitário - junho de 2014

Chapecó foi uma das cidades catarinenses contempladas com recursos para o aumento do seu esgotamento sanitário. O jornalista e comentarista político Moacir Pereira tratou do tema em sua coluna no Jornal de Santa Catarina em junho de 2014. Estava sendo dada continuidade a projeto divulgado no final de julho de 2013 pela Rádio Chapecó.



Saneamento

     Chapecó recebeu ontem* a visita de representantes e engenheiros da Agência Francesa de Desenvolvimento e da Casan. Primeiro a iniciar as obras dentro do Programa de Saneamento de Cidades de Médio Porte de Santa Catarina, o município está aumentando o sistema de esgotamento sanitário no bairro São Cristóvão.

* Refere-se ao dia 03/06/2014.

     Reproduzimos a seguir parcialmente a matéria divulgada no site da Rádio Chapecó em 31/07/2013, assinada pela Assessoria de Imprensa da Presidência da Casan/Jornalista Carlos Mello Gonçalves:

     O Governador do Estado, João Raimundo Colombo, e o Presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento - Casan, Dalírio Beber, assinam nesta quarta-feira (31) o contrato de garantia do financiamento internacional de R$ 253 milhões e 281 mil com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) que serão investidos no Programa de Saneamento Ambiental de CIdades de Médio Porte de Santa Catarina. O ato acontece às 14 horas no auditório da Casan, na matriz da empresa, na Rua Emílio Blum, 83, Florianópolis, e contará com a presença do Diretor da AFD no Brasil, Gérard Larose, além dos prefeitos dos 12 municípios abrangidos pelo programa, entre outras autoridades.
     A Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) é um órgão do governo francês que investe e contribui para o desenvolvimento social em diversos países do mundo. Em Santa Catarina a AFD está financiando o Programa de Saneamento Ambiental de Cidades de Médio Porte elaborado pela Casan que envolve investimentos na implantação e ampliação da rede de esgotamento sanitário em 12 municípios das regiões Oeste, Meio Oeste, Vale do Itajaí, Litoral e Planalto Norte beneficiando, ao todo, uma população de mais de 330 mil pessoas.
     O programa da Casan com a AFD representa o primeiro contrato da instituição no país no setor de saneamento básico deste que a Agência francesa começou a operar com sua unidade no Brasil, a partir de 2007. Do atual montante contratado com a AFD a Casan entrará com uma contrapartida de R$ 17 milhões e 66 mil, totalizando um investimento de R$ 270 milhões e 347 mil num período de quatro anos. Pelo projeto, com licitação de obras previstas até o final deste ano, serão construídos ao todo 500 quilômetros de rede com 35 mil novas ligações, 80 estações elevatórias e 10 estações de tratamento de esgoto sanitário com sistemas secundário e terciário.
     (...) Com estes novos recursos, somados aos já contratados, o objetivo é promover um salto de qualidade no setor ampliando o índice de cobertura do esgotamento sanitário dos atuais 17% para 45% nos próximos anos na área de atuação da empresa, que abrange 200 municípios do Estado.
     
     Recursos a serem investidos nos municípios do Meio Oeste e Oeste de Santa Catarina, e região do Contestado, contemplados pelo programa:

     Caçador: R$ 27.847.937,00
     Canoinhas: R$ 20.273.219,00
     Chapecó: R$ 12.582.513,00
     Curitibanos: R$ 32.350.033,00
     Piratuba: R$ 5.115.495,00
     Videira: R$ 33.214.214,00

     Os demais municípios catarinenses contemplados pelo programa são: Braço do Norte, Garopaba, Ibirama, Imbituba, Indaial e Santo Amaro da Imperatriz.

Fontes: Jornal de Santa Catarina - Caderno 'Política' - 04/06/2014 - p. 6 + www.radiochapeco.com.br
Imagem: Divulgação/Casan

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Arvoredo e Seara: chuva causa deslizamento na SC-283 - junho de 2014

O início do inverno de 2014 foi marcado por fortes chuvas em Santa Catarina. A região Oeste não escapou à fúria de São Pedro. 


Chuva causa deslizamento na SC-283, entre Seara e Arvoredo

     A imagem mostra os danos causados pela ação das fortes chuvas em Santa Catarina à SC-283 e foi publicada em reportagem do Jornal de Santa Catarina em 26/06/2014. Dá tom à matéria, reproduzida parcialmente abaixo, a preocupação com a previsão de chuva para aquela semana. 

Autoridades reforçam atenção no Sul


     A confirmação de elevados volumes de chuva em Santa Catarina reforça o estado de atenção entre hoje e sábado. Com índices que ultrapassam os 100 milímetros (mm) no Oeste,a preocupação da Defesa Civil também se volta para outras regiões próximas à divisa com o Rio Grande do Sul, onde são esperados até 400 mm até o fim de semana.
      A previsão da Epafri/Ciram, que foi confirmada ontem com volumes expressivos em cidades como Mondaí e Chapecó - com 114 e 92 milímetros, respectivamente -, aponta para a formação de um sistema de baixa pressão, seguida de um ciclone extratropical.
     Diante da perspectiva para os próximos dias, reuniu-se ontem o Grupo de Ações Coordenadas (Grac) do Estado, composto por entidades que atuam na resposta a eventos climáticos. Em estado de atenção, a Defesa Civil faz avaliações do tempo e repassa as informações para os municípios.

Fonte: Jornal de Santa Catarina - Caderno 'Geral' - 26/06/2014 - p. 15
Imagem: Marcio Cunha/Especial